Índice de Vulnerabilidade Juvenil

Estudo desenvolvido pelo Instituto Mauro Borges, em 2010, o Índice de Vulnerabilidade Juvenil (IVJ) avaliou e comparou a situação de vida em que se encontram os jovens nos diferentes municípios goianos. O IVJ buscou demonstrar resultados e oferecer elementos para subsidiar a elaboração de políticas públicas mais específicas para os diferentes contextos encontrados. Deste modo, o IVJ é uma importante fonte de dados a ser utilizada pela academia, imprensa, ONGs, enfim, para toda a sociedade em geral.

O IVJ analisou as seguintes variáveis: não incidência de gravidez entre adolescentes de 12 a 18 anos; renda; nível de instrução; taxa de frequência à escola; inserção no mercado de trabalho; atividade de estudo e/ou trabalho e violência sofrida. Os dados têm como fonte o Censo/IBGE de 2010 e a Secretaria de Segurança Pública de Goiás (SSP). O índice varia em uma escala de 0 a 100, em que zero corresponde ao município com menor vulnerabilidade, e 100 ao de maior vulnerabilidade. Isso ocorre, pois o conceito de vulnerabilidade é negativo, ou seja, quanto maior a vulnerabilidade, piores são as condições de vida dos jovens. 

O estudo é feito a cada 10 anos. Como se trata de indicador calculado com dados censitários, sua atualização ocorrerá somente quando disponibilizados os dados do Censo Demográfico de 2020.

Acesse o estudo completo do IMB sobre o IDJ.

Consulte a tabela de Resultados com resumo do IMB sobre o IDJ.